O Aniversário do Killer

UOL

Andei tão enrolado que deixei passar o aniversário de 5 anos deste blog, no último dia 24.

Mas não deixo passar o aniversário de 75 anos de Jerry Lee Lewis, The Killer! Ídolo total!

Mr. Blacc

 

Caras novas no soul. O californiano, filho de panamenhos, Aloe Blacc. Descobri via Trabalho Sujo.

Campeones

Encerrando os comentários musicais da Copa 2010. Amparanoia, com participação de Ariana Puello. Ella Baila Bembe.

 

E uma homenagem ao Polvo Paul, profeta octópode alemão que desbancou muito gato mestre por aí. Brazilian Octopus, grupo de samba jazz do qual fazia parte Hermeto Pascoal, tocando Momento B8.

A Grande Final

 

Holanda x Espanha. Laranja Mecânica x La Fúria. Focus, em 1973, nos EUA. Apresentados por Gladis Knight. E Jarabe de Palo, com Dos Días en la Vida, e o reforço providencial de Célia Cruz, no finalzinho do clipe.

Alemanha em terceiro

Alemanha em terceiro. Die Toten Hosen. Walkampf.

Em quarto lugar: Uruguai

O som pop de Jorge Drexler. Uruguai em quarto lugar.

Espanha na final

E deu Espanha na segunda semifinal. Joaquín Sabina. Nos Sobran Los Motivos.

Alemanha x Espanha

Kraftwerk - The Model

Macaco - Tio Pedrito

Semifinal de hoje: Alemanha x Espanha. Klose ou Villas? Iniesta ou Özil?

Holanda 3x2 Uruguai. Por isso, aí vai o rap rock holandês do Urban Dance Squad, com sua versão de Deeper Shade of Soul.

Depois do Shocking Blue, agora no clima da semifinal de hoje, os Beatles uruguaios: Los Shakers! Break It All!!!

Brasil 1-2 Holanda

Shocking Blue. Venus. O maior hit do rock holandês de todos os tempos.

Eagles of Death Metal - Brown Sugar

Eagles of Death Metal @ Cherry Cola's from Graham Runciman on Vimeo.

Só para manter ocupado esse espaço que anda tão abandonado...

A Morte do Guru

 

Voltamos aos trabalhos com uma nota fúnebre. Morreu o Guru.

Às compras

Andei afastado das lojas de disco, mas fiz duas boas incursões recentemente. Fica o registro da lista de compras...

Songs From Lonely Avenue, último da Brian Setzer Orchestra, o projeto mezzo-big-band-mezzo-rock-and-roll do guitarrista americano: alto nível. Destaque para Gimme Some Rhythm Daddy.

Cadillac Records é a trilha do filme sobre a história da gravadora Chess. Disquinho duplo, com regravações de blues, R&B e baladas desse celeiro da música negra de Chicago, com Mos Def revivendo Chuck Berry e Beyoncé encarnando Etta James.

Samba Sem Nenhum Problema é a estréia de Márcio Local, cantor de samba rock carioca, produzido por Mário Caldato Jr., que lembra um pouco o timbre do Seu Jorge. Swingueira total! Dica do vendedor da Trax.

Fumacê, de 1970, é um clássico do samba soul  brasileiro, com os Golden Boys, que dispensa comentários. Destaque total para O Cabeção.

As 15 Mais Quentes de Lafayette e os Tremendões é o CD do grupo que reúne o decano tecladista da Jovem Guarda com a nata do rock underground carioca, um som que parece Roberto Carlos tocado pelo Clash! O show é de primeira e o disco não fica muito atrás. Pena que o Rei não liberou o repertório de sua autoria, por isso a banda ataca músicas de outros autores. O resultado é interessante, porque acaba puxando para os lados Bs.]

 

Não resisti ao Live at Folsom Prison, o clássico absoluto de Johnny Cash. Conhecia algumas faixas, mas ouvindo inteiro deu para sacar melhor a mordacidade e o humor negro do Homem de Preto. Impressionante e indispensável.

Bêbadogroove Vol.1 é um disco de 2005 do mundolivre s.a. É o velho "esquema noise", cada dia mais swingado. Uma espécie de Jorge Ben abduzido para o século 21.

Ainda troquei um DVD do Stray Cats (belo presente do irmão Alfredinho, que infelizmente eu já tinha), pelo 68 Comeback Special do Elvis, que dispensa qualquer comentário à essa altura do campeonato.

Também não posso deixar de comentar dois belos CDs que a Maria Luiza ganhou de presente no aniversário e no Natal. Samba para Crianças, da Biscoito Fino; e MPBaby Carnaval. Lembrança dos amigos de sempre, Marcelo Kichinhevsky e Alfredo Boneff.

Top 75

Sei que foi na sexta passada, mas não dá para deixar em branco os 75 anos do Rei do Rock. Por isso aí vai um top 75, misturando hits, lados b e covers que Elvis Presley mandou ao longo da carreira, com ênfase no blues e no rock, evidentemente...

1-Heartbreak Hotel
 
2- Mistery Train
 
3- So Glad You're Mine
 
4- Fever
 
5- Reconsider Baby
 
6- Love Me
 
7- That´s Allright Mama
 
8- Little Sister
 
9- Polk Salad Annie
 
10- Stuck on You
 
11- All Shook Up
 
12- You´re the Boss (with Ann Margrett)
 
13- Trying to Get to You
 
14- Night Life
 
15- Trouble
 
16- Guitar Man
 
17- Cindy, Cindy
 
18- Put My Ring Around Your Neck
 
19- Like a Baby
 
20- Viva Las Vegas
 
21- Big Boss Man
 
22- I Got a Woman
 
23- Promised Land
 
24- Crawfish
 
25- King Creole
 
26- Hard Headed Woman
 
27- I Got Stung
 
28- Suspicious Mind
 
29- My Baby Left Me
 
30- Big Hunk of Love
 
31- Good Rockin´ Tonight
 
32- Just Because
 
33- US Male
 
34- Rubberneckin'
 
35- Little Less Conversation
 
36- One-Sided Love Affair
 
37- Lawdy Miss Clawdy
 
38- Milkcow Blues
 
39- Dixieland Rock
 
40- Blue Suede Shoes
 
41- Jailhouse Rock
 
42- Rip It Up
 
43- CC Rider
 
44- Do The Clam
 
45- Long Tall Sally
 
46- Teddy Bear
 
47- (You´re So Square) Baby I Don´t Care
 
48- Such a Night
 
49- Mean Woman Blues
 
50- Raised on Rock
 
51- Hound Dog
 
52- One Night
 
53- Don´t Be Cruel
 
54- Baby What You Want Me To Do
 
55- Love Me Tender
 
56- In The Ghetto
 
57- Shake Rattle and Roll
 
58- Money Honey
 
59- I Beg of You
 
60- Are You Lonesome Tonight?
 
61- Tutti Frutti
 
62- Blue Moon of Kentucky
 
63- Way Down
 
64- Johnny B.Good
 
65- I'm Gonna Sit Right Down And Cry Over You
 
66- White Christmas
 
67- Kiss Me Quick
 
68- Got My Mojo Working
 
69- It Feels So Right
 
70- Memphis Tenessee
 
71- Girl Next Door Went a Walking
 
72- Mess of Blues
 
73- My Babe
 
74- When My Blue Moon Turns To Gold
 
75- Fool, Fool, Fool

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
Visitante número: